O Processo de Franz Kafka


Personagens Principais Josef K. – 30 anos, procurador num banco e acusado de um crime que desconhece

Personagens Secundárias Sra. Grubach – locadora de Joseph Srta. Bürstner – vizinha de Joseph Franz e Willem – policiais que comunicam a prisão de Joseph Karl K. – pequeno proprietário rural, tio de Joseph

Interpretação Kafka era um judeu atormentado com o juízo final. Diferentemente do Cristianismo, no Judaísmo não há promessa de salvação. O judeu tem que ser “amigo do Deus” para ser salvo no dia do juízo final. O tema da obra de Kafka é o pecado original e a salvação.

Em O Processo Josef K. é acusado de algo que ninguém lhe diz o que é. Qual o crime pelo qual ele está sendo processado e julgado?

Caso Josef K. fosse inocente esta história poderia ser considerada uma alegoria crítica da burocracia, do sistema opressor da vida moderna ou da tirania do Estado. Mas aparentemente todos conhecem seu crime e as mulheres pedem que ele confesse para salvar-se.

Josef K. tinha uma vida normal até o dia do seu aniversário, neste dia o mundo torna-se bizarro e hostil para ele. Esta passagem representa a queda do Paraíso. Josef é culpado. Seu crime é o pecado original. Mas K. soberbamente não reconhece seu crime, nem seu tribunal, e ele será julgado e condenado por isso.



Notas

  • Franz Kafka (1883-1924) é originário de Praga, então capital da Boêmia e parte do Império Austro-Húngaro. Sua família é judia.

  • Kafka escreveu sua obra em alemão.

  • Não é fácil ler Kafka, tudo nele é ambíguo, nada parece ser o que é. É preciso ter isso em mente buscar entendê-lo.

  • As principais obras de Kafka são: O Processo (1925). A Metamorfose (1915) e O Castelo (1926). A leitura destes três livros na sequência acima parece representar a obra de Kafka e pode ser a chave para sua interpretação.

  • O esquema narrativo de O Processo foi inspirado no Livro de Jó da Bíblia.