O Castelo de Franz Kafka


Personagens Principais K. – agrimensor que chega para trabalhar em Wossek contratado pelo conde local Frieda – garçonete da hospedaria e amante de Klamm, depois noiva de K. Artur/Jeremias – ajudantes enviados, que K. tratava “como sendo um único homem”

Personagens Secundárias Hans e Gardena – donos do albergue onde K. se hospeda Barnabás – mensageiro do castelo Olga e Amália – irmãs de Barnabás Klamm – oficial do castelo Mizzi – mulher do prefeito Momus – secretário de Klamm

Interpretação O agrimensor K. passa todo o tempo tentando alcançar o Conde do castelo que o contratou (castelo simbolicamente colocado no topo de uma montanha , no alto, nos céus) para que lhe diga o que ele é e ser aceito aqui em baixo (Deus o colocou aqui e ele não sabe o porquê). Ele busca reconhecimento, mas antes ele tem que conhecer a si mesmo. O Conde tenta ajudá-lo (manda ajudantes que são reflexos dele mesmo para despertar sua consciência) mas, soberbo, ele não entende nada. K. é irresponsável com a própria existência. Ele desconhece ou não aceita sua condição ontológica. K. não reconhece sua condição de criatura, falta-lhe a autoconfissão.

Os funcionários do Castelo simbolizam os aspectos demoníacos que dificultam a ascensão espiritual. Quase todos os habitantes da aldeia (representando a humanidade) são dominados pelos aspectos demoníacos. As exceções são as irmãs Amália e Olga e a mãe de Hans. Frieda representa aquele que se vende ao diabo para obter benefícios no mundo material.

Kafka parece querer demonstrar que a chave para a salvação está sob nossa responsabilidade.



Notas

  • Franz Kafka (1883-1924) é originário de Praga, então capital da Boêmia e parte do Império Austro-Húngaro. Sua família é judia.

  • Kafka escreveu sua obra em alemão.

  • Não é fácil ler Kafka, tudo nele é ambíguo, nada parece ser o que é. É preciso ter isso em mente buscar entendê-lo.

  • As principais obras de Kafka são: O Processo (1925). A Metamorfose (1915) e O Castelo (1926). A leitura destes três livros na sequência acima parece representar a obra de Kafka e pode ser a chave para sua interpretação.

  • O Castelo é uma obra inacabada, interrompida no meio de uma sentença.

  • Toda a ação da narrativa acontece em quatro dias, mas de acordo com as anotações do próprio Kafka, em seguida K. ficaria lá por muitos anos e no leito de morte recebe um aviso das autoridades dizendo que sua permanência na aldeia estava autorizada mas que ele não poderia reivindicá-la.

  • A família de Kafka é originária de aldeia Wossek.

  • Os nomes têm significados especiais: Westwest remete ao ocidente, Schwarzer significa mais negro, Klamm é tranca, Olga é sagrado, Amália significa do senhor, Sordini é diminutivo de surdo, Momus é divindade latina do sarcasmo, Erlanger é obter, etc.