The 15:17 to Paris (2018)


O enredo se desenvolve satisfatoriamente até o momento crítico. E isso é um feito e tanto já que nossas vidas são simples e desinteressantes aos demais, mas podem, com neste caso, serem marcadas por um momento especial.

E nada mais especial do que um ato heróico. Jovens militares cristãos salvando vidas não casa com o enredo globalista, explicando porque eles não foram mais reverenciados na mídia. Hoje prefere-se reverenciar as vítimas do que os herois, afinal uma população de potenciais vitimas é perfeita para um governo totalitário.

Uma população emasculada é também o alvo perfeito para terroristas e bandidos em geral, e acabará outorgando todo poder ao governo para proteção, mal sabendo estar entregando-se ao maior bandido de todos.

O filme ainda claramente indica a ação da Providência em evitar o ato terrorista. Mais um belo trabalho de Clint Eastwood.

Filme Nota 4 (escala de 1 a 5)

©2019 by Cultura Animi