Rei Lear de William Shakespeare


Personagens Principais Lear – rei da Bretanha, segunda casta infantilizado pelo poder Cordélia – filha mais nova de Lear, representa pureza, honestidade e unidade Goneril e Regane – também filhas de Lear, organizadora e coautora do caos Duque de Cornualha – casa-se com Goneril Duque de Albânia – casa-se com Regane

Personagens Secundárias Conde de Kent – elemento unificador, leal a Lear Conde de Gloster Edgar – filho de Gloster Edmundo – filho bastardo de Gloster, traição, insídia e caos Rei da França – casa-se com Cordélia independente de ser deserdada Bobo – o maior bobo da literatura, está na posição de dizer o que pensa

Interpretação Logo ao princípio da peça assistimos a dois rompimentos: Lear rejeita Cornélia (pai rejeita a filha) e Edmundo rejeita Gloster (filho rejeita o pai).


Cornélia representa valores abstratos superiores àquele ambiente, valores que não são deste mundo, Simbolicamente Lear está rompendo com o Espírito. É o mesmo significado da rejeição entre Edmundo e Gloster. Edmundo não admite não receber a herança do pai – é o homem caído que não aceita receber o Céu. Edmundo busca deslegitimar seu irmão, busca uma nova ordem para conseguir o que quer. Homem rebelado, desejo ilegítimo. Tensão humana entre aceitar a ordem ou desafiá-la.


Há uma rebelião contra o Espírito – a queda bíblica. E o resultado concreto desta rebelião é o caos. Goneri, Regane, Cornualha e Edmundo tentam estabelecer uma nova ordem. Mas entram em crescente conflito entre si.


A tempestade é o clímax do caos e irá dissolver aquela situação. O que fazer diante do caos?


Possibilidade de recuperação da ordem só é possível quando se percebe o que se perdeu, a ordem anterior. Gloster (cego, entendeu quem realmente o amava), Lear (desprovido do poder e enlouquecido compreende o quão ridículo o poder o deixou) e Edgar (louco, deixa de ser apenas um rufião e é capaz de compaixão) recuperam a razão. Entender o sentido do caos e buscam o que fazer para retornar a ordem – eis o que Shakespeare está nos ensinando aqui. A alternativa de impor uma nova ordem, ordem humana no lugar da divina, como fazem Edmundo ou Goneri, só traz destruição e morte.


Ao final a recuperação da ordem é encarna em Albânia. Ao passo que Cordélia funciona como bode expiatório – o cordeiro inocente sacrificado para restabelecer a ordem (aplacar a tensão degenerativa).


Rei Lear mostra-nos a rebelião contra o espírito e o desvio da ordem, culminando com a queda do homem. Trada da recuperação do homem após sua queda.



Notas

  • William Shakespeare (1564-1616) em Stratford-upon-Avon, Inglaterra. Era católico num mundo protestante.Shakespeare escrevia, dirigia, produzia e atuava em suas peças. Deixou-nos a maior obra teatral do mundo moderno.

  • Apesar de serem denominadas como Tragédias, as peças de Shakespeare são Dramas. Pois o que caracteriza a tragédia é a inexistência da malicia humana. Os franceses Pierre Corneille (1606-1684, jansenista que acreditava na ira divina) e Jean Racine (1639-1699) tentaram reviver a tragédia grega, assim como o alemão Friedrich Hebbel (1813-1863).

  • Rei Lear parece ter sido composta em 1605. A narrativa se desenvolve em algum momento entre os séculos VII e VIII a.C., trata-se da peça de Shakespeare mais remota no tempo.

  • O bobo tem o papel de dizer a verdade dura sem medo de consequências (como se fosse um louco). Faz o mesmo papel do coro trágico grego representando o povo ou a audiência.

  • Edmundo é um dos maiores vilões shakespeariano.

  • Kent conduz a história para recuperar a ordem – Shakespeare é Kent.

  • Citações famosas: "How sharper than a serpent's tooth it is to have a thankless child!" (Ato I - Cena IV) "I am a man more sinned against than sinning". (Ato III - Cena II) "My love's more richer than my tongue". (Ato I - Cena I) "Nothing will come of nothing." (Ato I – Cena I) "Have more than thou showest, speak less than thou knowest, lend less than thou owest". (Ato I – Cena IV) "The worst is not, So long as we can say, 'This is the worst.’" (Ato IV – Cena I)