Passengers (2016)


Três pontos que fazem de Passengers um grande filme cristão:

  1. Jim errou ao tirar Aurora do seu estado de hibernação. Seu sofrimento não justifica afetar daquela forma a vida de outra pessoa. Não há desculpa para isso. Ele precisará arrepender-se e redimir-se deste ato. O arrependimento vem quando Aurora descobre seu crime e ele se entrega a violência de Aurora: ele aceita a pena por seu erro. A redenção começa com o sacrifício de sua vida para salvar a nave e completa-se ao encontrar uma forma de Aurora hibernar novamente.

  2. Deus opera de forma misteriosa. A nave estava condenada. O mesmo problema que destruirá a nave provoca o despertar involuntário de três pessoas para salvar a vida dos passageiros e da tripulação.

  3. O casamento é sagrado. Jim e Aurora aceitam-se livremente. Companheiros do naufrágio de duas almas neste mundo material.

Filme Nota 5 (escala de 1 a 5)

©2019 by Cultura Animi