Jojo Rabbit (2019)



Jojo Rabbit funciona quando quer fazer você rir, dá certo como comédia de humor negro. Porém falha quando quer emocionar ou provocar catarse com as adversidades da guerra, pois nem mesmo os excelentes atores conseguiram evitar que tais cenas soassem tolas e piegas. Seria um filme melhor se aumentasse o peso das cenas cômicas em detrimento das de sentimentalismo.


Também parecem gratuitas as insinuações de homossexualismo entre as personagens dos oficiais nazistas, deixando um gosto amargo de dileção por tal deformidade anímica. Melhor teria sido satirizar a historicamente comprovada presença de homossexuais não só na formação do partido socialista-nacionalista (Nazi), mas também como agentes idealizadores de muitas de suas atrocidades (ler The Pink Swastika: Homosexuality in the Nazi Party de Scott Lively e Kevin Abrams). Teria sido divertido (e educacional para muita gente).


Filme Nota 2 (escala de 1 a 5)

©2019 by Cultura Animi