In the Heat of the Night (1967)


In the Heat of the Night é um dos três filmes lançados em 1967 que catapultaram Sidney Poitier para a fama (os outros foram To Sir, With Love e Guess Who's Coming to Dinner). Todos buscam atacar o suposto racismo que existiria nos EUA. Neste sentindo, In the Heat of the Night é o pior de três ao exagerar em todos os clichês estereotipados de supostos racistas do sul daquele país. Mas o filme tem lá o seu atrativo no enredo policial em desvendar um assassinato, apesar do anticlímax dos motivos do crime.

Os outros dois filmes são mais entretidos, principalmente Guess Who's Coming to Dinner com as atuações do casal Spencer Tracy e Katharine Hepburn. Sidney Poitier não sabe atuar. O grande investimento sobre ele em 1967 criou uma personagem, um "famoso", mas não um ator. Nunca mais ele protagonizou um bom filme. A supervalorização de atores negros não é exclusiva a Poitier ou aos EUA. No Brasil temos Lázaro Ramos que só sabe interpretar... Lázaro Ramos.

Os movimentos esquerdistas na esteira da Teoria Crítica e do Desconstrucionismo atacam os cânones da arte tentando inserir no panteon das grandes obras artistas negros, índios, mulheres e artistas de países pouco tradicionais nas artes. Mas fato é que em mais de meio século desta tentativa, pouco ou nada encontraram que demonstre o hipotético eurocentrismo, machismo ou racismo que teriam impedido a ascensão daqueles artistas.

Filme Nota 2 (escala de 1 a 5)

©2019 by Cultura Animi