Gun Crazy (1950)


O filme poderia ser a história de como uma mulher má corrompe um jovem com fetiche por armas. Porém, com roteiro assinando pelo pernicioso Dalton Trumbo, acaba na vala comum dos manifestos contra a legítima posse de armas.

A manipulação da indústria do entretenimento objetivando coibir a liberdade do indivíduo em prol do Poder é constante, e Trumbo nunca pasou de um empregadinho do mais deletério dos projeto de poder.

Filme Nota 2 (escala de 1 a 5)