Cabra Marcado Para Morrer (1984)


Cabra Marcado Para Morrer é mais um filme documentário de cunho ideológico esquerdista com o objetivo de falsear a história em prol da “revolução”, e nunca esclarecer os fatos e ampliar o horizonte de consciência do espectador. O documentário retorna ao cenário onde em 1964 foram interrompidas as filmagens sobre a vida do agitador comunista camponês João Pedro Teixeira.

O tom documental que inicialmente procura enaltecer as Ligas Camponesas, de criação do PCB, e o filme então interrompido, descamba para o destino da viúva de João Pedro Teixeira e seus filhos, com as mais piegas cenas de exploração da miséria humana. A tentativa de ocultar as evidentes raízes internacionais do movimento é ridiculamente desmascarada no próprio documentário que mostra um dos filhos de João Pedro como bolsista em Cuba. E a fanfarrice de tudo ter origem na “gente sofrida do campo” desmorona com jargões como “latifundiário”, “companheiros tombados” e “a luta continua” que brotam da boca da viúva.

O único aspecto positivo do documentário é a certeza do acerto do exército em acabar com tudo aquilo. Tarefa facílima visto que os mentores intelectuais do movimento fugiram e se esconderam feito camundongos.

Filme Nota 1 (escala de 1 a 5)

©2019 by Cultura Animi