top of page

O Exorcista (1973)



Talvez o melhor filme de terror de todos os tempos. Jatos de vômito, automutilações e cabeças girando não têm a menor importância, O Exorcista é uma representação figurada de nosso angustiado mundo.


As cenas iniciais do filme demonstram um sociedade descendendo ao caos: perda da fé, família separada, liberalidade sexual, drogas, perda de hierarquia, coletivismo – o deletério produto dos anos 60.


A possessão de Regan é uma alegoria do domínio do Mal concedido pelo afastamento do Bem no seio social. Mal este que só poderá ser vencido com o sacrifício dos melhores.


O melhor trabalho do diretor William Friedkin e uma atuação impecável de Ellen Burstyn.


Filme Nota 5 (escala de 1 a 5)



Comments


bottom of page