Dia do Alienado



Durante a 26ª edição do evento Brazilian Day em New York, um tal de Carlinhos Brow chamou a festa de Dia do Planeta com a seguinte justificativa:

“Já que a alegria e a cultura brasileira hoje são reconhecidas e respeitadas no mundo inteiro, hoje é mais que o dia do Brasil”.

É de se perguntar em que planeta este sujeito vive. Alegria brasileira? Onde? O país, com seus quase 50 mil assassinados anuais, tem o maior número de homicídios do mundo. Realmente a alegria do brasileiro é de matar... E qual cultura é essa? Onde estão os romances, poemas, peças, músicas, filmes, patentes e teses brasileiras sendo reconhecidas? O tal sujeito deve ter se entusiasmado com o público do evento. Público este ironicamente composto de brasileiros que querem ver o Brasil bem de longe... lá de New York.