Der Wanderer über dem Nebelmeer de Caspar David Friedrich


Der Wanderer über dem Nebelmeer (1818), pintado pelo expoente do romantismo alemão Caspar David Friedrich (1774-1840), poderia ser a ilustração do poema Der Wanderer (1808) de Georg Philipp Schmidt von Lübeck (1766-1849), musicado por Franz Schubert (1797-1828) na lied (1821) de mesmo nome.

Clique na imagem para ouvir a lied no You Tube.


Segue tradução livre do poema/letra da lied:


O Andarilho Eu venho das montanhas, a neblina encobre o vale, o mar ruge. Eu caminho em silêncio, e infeliz, e meus suspiros perguntam, onde?

Aqui o sol me parece tão frio, as flores desbotadas, a vida velha, e as palavras ditas soam vazias. Eu sou um estranho em todos os lugares.

Onde está você, minha amada terra? Buscada, sonhada, mas nunca encontrada! A terra, a terra, tão verde de esperança, a terra, onde minhas rosas florescem,

Onde meus amigos caminham, onde meus mortos renascem, a terra onde falam minha língua, Oh terra, onde você está?..

Eu caminho em silêncio, e infeliz, e meus suspiros perguntam, onde? E um fantasmagórico sussurro responde: “Lá, onde você não está, lá encontra-se a felicidade.”

A imagem e o poema podem recordar que a “felicidade não é deste mundo”. E a imagem também lembra que a verdadeira educação é retirar-nos do vale da ignorância e alçar-nos ao cume da montanha, expandindo nosso horizonte de consciência para compreendermos a estrutura da realidade e nossa posição neste mundo.