As Traquínias de Sófocles


Personagens Principais Dejanira – esposa de Héracles Hilo – filho de Héracles e Dejanira Licas – arauto de Héracles Héracles – herói grego

Personagens Secundárias Nutriz – anciã Iole – filha de Êurito (rei da Ecália), amante de Héracles

Interpretação As Traquínias só pode ser interpretada dentro do mito de Héracles.


O episódio com Nessus na travessia do rio já havia demonstrado não haver verdadeira união de almas entre Héracles e Dejanira. Héracles demonstra incapacidade de controlar o vício dionisíaco ao enamorar-se de Iole. A túnica envenenada de Dejanira queima a carne de Héracles – os desejos carnais inflados pelo veneno da devassidão. O herói vive sua derradeira batalha interior entre o impulso do espírito (dom de Zeus) e a insaciabilidade do Vício (a desgraça de Hera) – ergue-se diante dele o “espelho da verdade”.


A consciência e remorso por sua imperfeição sublima a perversão dionisíaca e Héracles entrega-se ao fogo purificador (vai imolar-se na pira), substituindo a “morte da alma” pela “imortalidade da alma”.



Notas

  • Sofócles (496-406 a.C.) nasceu em Colono (vila próxima a Atenas, onde morreu).

  • Escreveu 123 peças das quais apenas sete no chegaram completas: Édipo Rei, Édipo em Colono, Antígona, Electra, Filoctetes, Ájax e As Traquínias.

  • Quando se trata da força educativa da tragédia grega, Ésquilo e Sófocles têm que ser analisados em conjunto. Sófocles é inferior a Ésquilo no vigor da mensagem religiosa, mas é melhor poeta, grande criador de personagens inspirados pelo ideal da conduta humana. Sófocles foca sua atenção no indivíduo, vê o homem eterno, corajoso e sereno perante a dor e a morte, tendo na escolha da vida honrada sua única saída - o ideal da conduta humana.

  • Com exceção de As Traquínias, a demais peças de Sófocles levam o nome do protagonista que encara um crise cujo desastre só pode ser evitado caso ele traia seus ideais. Apesar das tentativas de persuasão em contrário, o protagonista não cede e sofre por isso. Os protagonistas nestas seis peças são personagens profundas, ao mesmo tempo desagradando e causando admiração na audiência.

  • O monumento perene do espírito ático na sua maturidade é constituído pela tragédia de Sófocles e a escultura de Fídias - representam a arte do tempo de Péricles.

  • A data de encenação de As Traquínias é incerta – estimada entre 431 e 420 a.C.. O nome da tragédia vem da cidade Tráquis onde vive a família de Héracles.

  • O mito de Héracles é contato por Apolodora do Atenas na obra Biblioteca.

  • Além desta tragédia, Héracles também é protagonista em Héracles e Alceste de Eurípides.

  • A tragédia de Sófocles não aborda a apoteose de Héracles e sua subida ao Olímpico.

  • Termo aristotélico – harmatia (erro trágico – erro cometido pela personagem que desencadeia a peripécia). A harmatia de Dejanira foi acreditar nas boas intenções de Nessus ao dar-lhe seu sangue para uma poção do amor.

  • Casamento de Hilo e Iole sugerido por Héracles pode ser entendido como a união reparadora do seu passado pervertido.

©2019 by Cultura Animi