A História da Vida do Rei Henrique VIII de William Shakespeare

Personagens Principais Henrique VIII – rei da Inglaterra Wosley – cardel, lorde chanceler de Henrique VIII Catarina – rainha da Inglaterra, esposa de Henrique VIII Cranmer – arcebispo da Cantuária


Personagens Secundárias Norfolk – duque Buckingham – duque Campeio – cardel enviado de Roma Ana Bolena – dama de honra de Catarina, futura esposa de Henrique VIII

I have touched the highest point of all my greatness; And from that full meridian of my glory I haste now to my setting: I shall fall Like a bright exhalation in the evening, And no man see me more.” – Cardeal Wosley (Ato III – cena II)

Interpretação A peça assemelha-se mais a um pageant, representando cenas históricas com todo o aparato da nobreza – com tal espetáculo visual talvez comprometendo a qualidade do texto.


Henrique VIII (1491-1547) é apresentando de forma mais que complacente, até digna. Afinal seria imprudente defenestrar um Tudor, membro da dinastia reinante, ainda mais o pai da então rainha da Inglaterra ElisabeteI.


Mas Henrique VIII não é a personagem principal desta peça histórica, o herói de Henrique VIII é a roda da fortuna – Buckingham, Wosley e Catarina experimentam os dois extremos da sorte, seja por intermédio da rude justiça (Woesley como retribuição do tratamento dispensado a Buckingham) ou da providência (Catarina, apesar de inocente, tinha que partir para que nascesse Elisabete). Neste processo o rei surge como mera peça do maquinário.


A forte presença do real com os altos e baixos da fortuna torna o solene desfile num gigantesco quadro da perversão da vida social na realeza. A peça transpira uma ironia corrosiva de proporção quase cósmica – quanto mais um sobe na escada social, mas fica preso no ritual da classe alta. E quando um rei cruel é o mestre de cerimônias, este ritual transforma-se numa sinistra dança sacrificial, onde a mais conspícua personagem torna-se a próxima vítima.



Notes

  • William Shakespeare (1564-1616) em Stratford-upon-Avon, Inglaterra. Era católico num mundo protestante.

  • Shakespeare escrevia, dirigia, produzia e atuava em suas peças. Deixou-nos a maior obra teatral do mundo moderno.

  • Apesar de serem denominadas como Tragédias, as peças de Shakespeare são Dramas. Pois o que caracteriza a tragédia é a inexistência da malícia humana.

  • Bons livros para entender Shakespeare: Sobre Shakespeare de Northrop Frye e A Arte Sagrada de Shakespeare de Martin Lings.

  • Henrique VIII só foi impressa em fólio de 1623. A data de sua primeira apresentação ficou associada ao incêndio que destruiu o teatro (2 de julho de 1613). Uma salva de canhões na entrada da personagem Henrique VIII teria ateado fogo na cortina, vindo o teatro a destruir-se em menos de uma hora.

  • Henrique VIII é peça impopular e raramente representada, sendo considerada por muitos como sendo de autoria de Fletcher.

  • Os principais dados históricos da peça Henrique VIII vêm da Crônica de Holinshed e da de Hall. Para o ato V valeu-se o poeta da Vida de Wosley de George Canvendish, e também do Livro dos Mártires de Fox.

©2019 by Cultura Animi