O Inspetor Geral de Nikolai Gógol



Personagens Principais Ivan Aleksándrovitch Khlestakóv – funcionário de Petersburgo, falso inspetor geral Antón Szvozník-Dmukhanóvski – prefeito Ana e Mária – esposa e filha de Szvozník-Dmukhanóvski Óssip – criado de Khlestakóv

Personagens Secundárias Luká Lukítch Khlópov – inspetor de escola Amós Fiódorovitch Liápkin-Tiápkin – juiz Ivan Kuzmítch Chpékin – chefe dos correios Artémi Filípovitch Zemlianíka – encarregado da assistência social Piótr Ivánovitch Dóbtchinski – pequeno proprietário de terras Piótr Ivánovitch Bóbtchinski – pequeno proprietário de terras Outros funcionários públicos e cidadãos da cidade

InterpretaçãoA culpa não é do espelho se a cara é torta.” - Provérbio popular (epígrafe da peça)


Todos os habitantes da cidade têm alguma culpa e temem a chegada do inspetor geral. Nada mais natural, pois o sentimento de culpa é característica saudável no homem – psicopatas não sentem culpa de seus atos. Mas no afã de escapar de tal sentimento perdem a capacidade de discernimento e tomam, apesar de todas as evidências contrárias, Khlestakóv como o real inspetor geral.


Artémi, o encarregado da assistência social na cidade, diz “nem que matem consigo entender como foi que tudo isso aconteceu. É como uma neblina que nos cega. Parece coisa do demônio.”


De forma espúria os cidadãos tentam expiar sua culpa junto ao falso inspetor geral culminando com uma aliança da cidade com Khlestakóv (o planejado casamento deste com Mária). Mas a farsa é revelada e o verdadeiro inspetor aparece – todos ficam calcificados, imóveis em posições grotescas, e desce o pano.


Gógol declarou que a aparição final do verdadeiro inspetor geral representa a consciência cristã ou o Dia do Juízo Final. Khlestakóv seria o demônio (assobia o início da ópera Robert, Le Diable de Meyerbeer) que provoca a queda daquelas pessoas para que possam compreender a verdade – o anticristo que viria antes da volta de Cristo. Os habitantes da cidade levaram seus enganos ao paroxismo para conseguirem entender a real dimensão do problema. Marcel Proust dizia que “a única maneira de se livrar de um vício é leva-lo ao paroxismo.”


Conseguirão aqueles cidadãos se salvarem? O congelamento na cena final remete ao inferno gelado de Dante. A falsa confissão é enganar a si mesmo, precisamos prestar contas ao verdadeiro Inspetor Geral – o genuíno arrependimento de nossos erros – antes que seja tarde demais.



Notas

  • Nikolai Gógol (1809-1852) nasceu em Sorochintsy na Ucrânia.

  • Outras obras importantes: o romance incompleto Almas Mortas (1842) e os contos O Capote (1842), O Nariz (1835), Avenida Névski (1835), O Diário de Um Louco (1835) e O Retrato (1835).

  • A peça de teatro O Inspetor Geral estreou em 1836.

  • Gógol considerou a peça mal interpretada pelo público que só viu “uma tendência partidária a ridicularizar nossas leis e ordem estabelecida”.

  • O czar Nicolas I assistiu à estreia e não permitiu sua censura. Teria dito que “Todo mundo teve o que merecia, e eu mais que todos.”

  • Otto Maria Carpeaux considera O Inspetor Geral “uma das comédias mais geniais de toda a literatura”; e Vladmir Nabokov a entende como a “maior peça escrita em russo.”

  • O nome Khlestakóv remete ao som de um chicote.