A Dama das Camélias de Alexandre Dumas Filho



Personagens Principais Marguerite Gautier – jovem, famosa prostituta parisiense Armand Duval – jovem apaixonado por Marguerite Personagens Secundárias Conde de Varville – deseja Marguerite como amante Senhor Duval – pai de Armand Srta. Duval – irmã de Armand Madame Prudence – amiga de Marguerite Nanine – fiel empregada de Marguerite

Interpretação Apesar da insinuação autobiográfica, o romance nos apresenta duas personagens pouco críveis. Armand Duval parece um Werther tardio pela facilidade e rapidez pela qual se apaixona e as diversas reações eminentemente emocionais e extremadas que o arrebatam.


Marguerite Gautier quer justificar a prostituição por sua infância difícil. Mas com sua inteligência e beleza fica evidente que poderia ter optado por outro caminho. E será que a perspectiva da morte (e o amor) poderia ter provocado a transformação da prostituta em virtuosa?


O sacrifício de Marguerite em favor da Srta. Duval demonstra a fraqueza moral de Armand. Qual o direito de Armand em sacrificar a moral da sua família pelos pecados de uma mulher, por mais reformada que ela fosse? Armand Duval é fraco e egoísta/egocêntrico.

Notas

  • Alexandre Dumas, filho (1824-1895) nasceu em Paris, França.

  • O romance A Dama das Camélias (1848) foi adaptado, pelo próprio autor, para o teatro em 1852. Verdi baseia sua ópera La Traviata (1853) nesta peça.

  • Outras obras destacadas: Demi-monde (1855) e Le Fils Naturel (1858), ambas dramas para o teatro.

  • Filho de um caso amoroso extraconjugal, Dumas defendeu a liberdade erótica dos filhos contra as tradições familiares. Tratou com frivolidade os conflitos de natureza sexual e financeira entre as gerações.